peixão vs peixarrão

Questão:
Qual a forma aceitável, de acordo com a gramática portuguesa, peixão ou peixarrão?

R:
Ambas as palavras, peixão e peixarrão, ocorrem em inúmeros contextos escritos. Contudo, as regras gramaticais apenas nos dão peixão como a forma correcta do aumentativo de peixe.

Nesta lógica, não vamos encontrar peixarrão em dicionários de referência (caso do dicionário da Porto Editora ou do Dicionário Houiass, entre outros).

A palavra peixe forma o aumentativo, peixão, de acordo com a regra geral. O sufixo -ão é, por excelência, o sufixo formador dos aumentativos em português.

Peixarrão forma-se a partir do sufixo –arrão, utilizado na formação de vários aumentativos, como é o caso de gatarrão ou homenzarrão.

Se pesquisarmos a palavra peixarrão na Internet, vamos encontrar o seu uso amplamente documentado, principalmente no Brasil. Na forma de nome próprio é utilizada desde a toponímia - http://scrif.igeo.pt/asp/topo2.asp?x=195096&y=543542 – à restauração.
Também não falta no texto literário, O Peixarrão é um conto de Óscar Ribas – conforme pode ser consultado em http://alfarrabio.di.uminho.pt/vercial/albert04.htm .

O termo peixão tem várias interpretações possíveis. Numa delas está associado ao sentido literal de peixe grande, mas muito utilizada é também aquela em que ocorre com sentido figurado de mulher atraente, corpulenta até. Estas possibilidades de interpretação obrigam a uma escolha rigorosa das frases e contextos para utilização do termo. Não se passa tal com o termo peixarrão, que só aparece documentado no sentido de peixe grande.  

Endereço útil para consultar uma base de dados com informação sobre a flexão, a derivação e a ortografia do Português: Mordebe- http://www.iltec.pt/mordebe/. Na Mordebe só ocorre a palavra peixão.